A Communalis – Sociedade Internacional de Comunicação e Lógica Natural foi fundada em 2009 na Suíça, na Universidade de Neuchâtel, e registrada em 2015 como uma sociedade canadense de pesquisa internacional em Montreal, Quebéc. O objetivo dos fundadores – Denis Miéville, Emilio Gattico, Jean-Blaise Grize e Milton N. Campos – foi o de integrar centros de pesquisa interessados em estudos sobre comunicação, argumentação e lógica natural a partir de uma perspectiva epistemológica construtivista.

A lógica natural tem sido um tema de interesse desde os gregos antigos, e muitos estudiosos têm tentado desvendar as relações entre a lógica e a mente ao longo de milênios. Embora muitos tipos diferentes de lógica tenham sido concebidos para explicar a maneira pela qual pensamos naturalmente, a lógica natural, tal como a entendemos hoje, foi desenvolvida com o objetivo de analisar esquematizações, ou seja, situações de comunicação em que as representações geradas pelas operações mentais das pessoas são compartilhadas e co-construídas através de processos argumentativos. A lógica natural foi concebida para integrar a lógica das formas à do conteúdo, de modo a ir além do modelo piagetiano da lógica operatória. É uma teoria lógica, mas também pode ser considerada como um método adequado para o estudo das situações de comunicação e argumentação a partir das perspectivas das ciências humanas e sociais.

Concebida por Jean-Blaise Grize, a lógica natural foi ainda mais desenvolvida graças às contribuições de colaboradores do Centro de Pesquisas Semiológicas da Universidade de Neuchâtel. Entre os colaboradores que mais contribuíram para o desenvolvimento e refinamento da lógica natural temos Denis Miéville e Marie-Jeanne Borel.